COMUNICAÇÃO EM COMBOIO

Viajar de moto com certeza é uma atividade muito prazerosa, e que proporciona momentos de muita alegria, e quando estamos juntos com amigos torna-se ainda mais divertida e segura.

Para facilitar a comunicação quando estamos viajando em comboio, existem alguns gestos que são conhecidos universalmente.

Colocamos abaixo os mais comuns e que todos devem conhecer.

Por estar em primeiro lugar, normalmente as situações serão sinalizadas primeiro pelo líder; esses gestos deverão ser reproduzidos pelos demais membros do grupo para que os pilotos que vêm mais para trás também tenham conhecimento do que se seguirá.

Mas, caso alguém precise parar ou aviste um buraco na pista, ele deve sinalizar para os membros que o seguem.

 

 

 

MELHOR FORMAÇÃO: FILAS INTERCALADAS

A disposição das motocicletas na estrada é um dos fatores que mais faz diferença para a segurança do grupo. Na formação clássica, o líder segue pelo lado esquerdo da faixa.

O piloto seguinte, guarda distância de pelo menos uma moto e roda pela direita. O terceiro, anda na linha do ponteiro e, assim, até o final do comboio.

Se todos estiverem em uma fila só, a visibilidade fica prejudicada.

 

DICAS

  • Nunca trafegue lado a lado com seus parceiros de viagem. Se alguém tiver de fazer uma manobra brusca para o lado, pode ocorrer uma colisão.
  • Dê preferência a rodar nos mesmos trilhos dos carros. Os automóveis acabam “limpando” a pista, e a chance de achar pregos e pedras é menor.
  • Rodando em turma, é melhor reduzir o ritmo da viagem. A chance de abalroamento é sempre maior, por isso, é fundamental manter uma velocidade constante.
  • Também é interessante que o grupo seja o mais homogêneo possível nos tipos de moto e na tocada dos pilotos. Quando existe muita disparidade, os motociclistas mais rápidos precisam ter paciência para andar no mesmo ritmo dos demais, para não obrigá-los a correr atrás.
  • Arrancadas e paradas devem ser realizadas de forma progressiva, para que os que seguem atrás tenham tempo de repetir a ação.
  • Procure sair pela manhã bem cedo, para viajar com tranquilidade e chegar ao destino até as 17h. Se a viagem for mais longa, rode até esse horário, pare para descansar e só retome o trajeto na manhã do dia seguinte. Evite ao máximo pegar a estrada à noite.
  • A frequência das paradas varia conforme o perfil do grupo, mas, em geral, a cada 200 km percorridos é uma boa medida. Com a essa distância, se evita o cansaço e a perda de tempo.
  • Quando parar, todos devem reabastecer as motos e ir ao banheiro, para não atrapalhar o ritmo do comboio.
  • O piloto que está à frente, normalmente, deve trafegar do lado esquerdo da pista de rodagem. Quem vem atrás, fica do lado direito, guardando uma distância de pelo menos uma moto. O terceiro motociclista fica na linha do primeiro, e assim, sucessivamente.

 

 

Fonte imagem: curtomotos.com.br

Fonte Dicas:  viagemdemoto.com.br